Veja quais são os 5 principais desafios da logística na atualidade

6 minutos para ler

Já parou para pensar nos desafios da logística nos dias atuais? É preciso superá-los para alcançar a eficácia necessária para entregar um bom serviço em todas as etapas da cadeia. Essas questões nem sempre são internas, ou seja, ligadas à operação da empresa. Há muitos fatores externos que impactam os processos logísticos, as finanças da empresa e a execução de práticas de qualidade.

Para ter destaque no mercado e entregar qualidade ao cliente é preciso entender quais são esses percalços que serão enfrentados. Neste conteúdo vamos falar um pouco mais sobre os 5 principais desafios da logística atual, como eles impactam as empresas e a melhor forma de lidar com cada um. Confira!

1. Infraestrutura precária

Como transportar por diferentes modais se não há uma infraestrutura avançada em nenhum deles? A logística brasileira sofre com as condições ruins de estradas, com a falta de malha ferroviária e com o baixo desenvolvimento da aérea e marítima. Tudo isso gera um impacto direto às empresas, já que elas precisam se adaptar à baixa oferta de saída de transporte em cada um desses modais diferentes.

Um destaque também merece ser feito às rodovias brasileiras. O baixo nível de conservação torna as demandas terrestres ainda mais complicadas, gerando problemas como atrasos e impacto às frotas das empresas. Além disso, ainda há o problema de roubo de cargas, devido a negligência com a segurança nas grandes rodovias, inclusive naquelas que cortam grandes metrópoles.

Independentemente de terem ou não recursos financeiros para contar com cada um desses modais, as empresas sempre enfrentarão os atrasos e as baixas disponibilidades de saída de cargas.

2. Processos administrativos e burocráticos demorados

Transportar cargas não é um trabalho complexo, no entanto, até que os volumes estejam devidamente alocados nos modais e prontos para partir, há um longo processo envolvido. A burocracia é, sem dúvida, um dos grandes desafios da logística enfrentado especialmente no Brasil. A necessidade de amplas documentações, autorizações e, principalmente, o processo que envolve isso tudo demanda muito tempo.

A logística depende diretamente de otimização e de rapidez. Com tantas exigências, o impacto é muito negativo para quem precisa cuidar do planejamento do envio de produtos. Seja no modal terrestre, seja nos portos, a burocracia emperra o fluxo de cargas e isso faz com que as empresas tenham que adequar suas estratégicas logísticas. Nesse cenário, a busca é tentar superar esse tempo extra obrigatório.

As longas esperas até que as autorizações sejam concedidas prendem caminhões nas ruas, atrapalhando o fluxo de demanda das empresas. Isso gera, além de atrasos, muito mais custos operacionais.

3. Alta tributação

As questões financeiras têm sempre impacto e surgem como grandes desafios da logística. A tributação é uma delas e faz com que os valores pagos para transportar sofram aumentos significativos. Esse custo a mais demanda planejamento, afinal, é necessário entender como esses custos vão impactar as finanças da empresa, para então saber lidar com eles sem que não haja nenhum tipo de prejuízo.

O preço para transportar sofre impacto de tributos como o Imposto Sobre Serviços (ISS) e o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Há questões mais específicas, como a cobrança de alíquotas (de 2% a 5%) de ISS dentro de determinados municípios e de ICMS quando o transporte é intermunicipal e interestadual, esse com alíquota que vai de 12% a 18%.

Não há como fugir, já que faz parte da legislação brasileira. Cabe às empresas se adequarem financeiramente por meio de um planejamento, além de considerar esses custos ao precificar seus produtos e serviços.

4. Concentração no modal rodoviário

O Brasil depende muito do modal rodoviário, ainda que tenha um grande potencial a ser explorado graças à sua amplitude hidroviária, com rios e mares. A malha terrestre é a que mais recebeu investimentos e é, naturalmente, a melhor desenvolvida, o que gera uma concentração. Em números, é possível entender isso claramente: no Brasil, 58% do transporte de mercadoria é feito por meio das estradas, e isso tem consequências.

Para as rodovias, o excesso de veículos impacta diretamente na conservação que, somada à falta de investimentos, gera muitas preocupações às empresas. Essa baixa qualidade das estradas causa acidentes, problemas mecânicos e gera custos de manutenção de veículos. Além disso, há o tráfego elevado, por conta dessa concentração.

O trânsito é uma outra consequência que faz com que as empresas tenham que pensar em estratégias otimizadas de rotas, evitando o atraso e o custo elevado da transportação. Resta às empresas driblar o problema, já que é difícil fugir desse modal.

5. Custos elevados e frete defasado

Entre os desafios da logística que mais exigem das empresas, os financeiros são aqueles que muitas vezes são difíceis de lidar. Manter uma operação eficaz e moderna exige custos, e isso nem sempre pode ser bem absorvido. Cada etapa demanda investimentos, assim como a continuidade da cadeia logística gera despesas. Uma das melhores saídas é digitalizar a operação, já que isso significa economia e bons resultados.

Com o apoio de sistemas de gestão, as despesas podem ser, além de reduzidas, melhor gerenciadas por quem está à frente da logística da empresa. Diante dessa questão, há também a defasagem do frete, que ajuda a tornar o problema do alto custo ainda mais impactante. O momento ruim que a economia brasileira enfrenta acarretou a queda dos preços para transporte, e eles deixaram de cobrir as despesas operacionais.

Hoje, as empresas precisam lidar com a baixa do valor de seus serviços, mas o mesmo alto custo operacional. A conta ficou mais complexa e a lucratividade diminuiu, então é necessário ter jogo de cintura e uma gestão financeira estratégica.

Superar os desafios da logística é o caminho para conseguir competitividade e bons lucros nesse mercado. Isso influencia o desenvolvimento da empresa e a mantém sempre como uma das líderes, vistas pelos clientes como referência. Agora que você conhece essas questões, pode se preparar melhor para lidar com elas.

Em busca de reduzir seus custos logísticos? Confira 6 práticas eficientes para conseguir bons resultados nessa tarefa!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-