Entenda como solucionar os desafios da logística na indústria farmacêutica!

6 minutos para ler

O uso da inteligência artificial aplicada à logística na indústria farmacêutica já é uma realidade mundial e, no Brasil, cada vez mais as empresas do setor percebem que investir em tecnologia de ponta e em parcerias estratégicas vai muito além de uma melhoria operacional. Isso também serve como um grande diferencial do negócio em si, proporcionando redução de custos, mais eficiência e produtividade e experiências únicas no mercado.

Nesse sentido, este post traz informações e dicas sobre o conceito de logística 4.0 na indústria farmacêutica, além de destacar os principais desafios e tendências que envolvem o setor diariamente no Brasil. Acompanhe!

Por que a logística na indústria farmacêutica é tão discutida?

Hoje, em qualquer setor de atuação, uma boa gestão de supply chain e uma logística eficaz são fatores primordiais para o bom funcionamento do negócio. Quando essa ideia é levada para dentro do ramo farmacêutico, não é diferente. Pelo contrário, faz-se ainda mais necessário buscar meios e ferramentas, cada vez mais inteligentes e eficientes, capazes de atender uma indústria altamente dinâmica, complexa e repleta de especificidades.

Além de seguir os padrões de qualidade normais de qualquer entrega, a logística na indústria farmacêutica ainda precisa atender a uma série de exigências dos órgãos regulamentadores e dos próprios clientes. É um serviço personalizado, altamente qualificado e com uma complexidade que requer conhecimento, experiência, tecnologia e estrutura adequada.

Quais são os principais desafios da logística na indústria farmacêutica?

Superando as expectativas da economia nacional, a indústria farmacêutica é um dos setores que mais cresce todos os anos no país. Ao mesmo tempo em que os faturamentos sobem no setor, por outro lado, o operacional e o tecnológico ainda precisam correr para acompanharem esse ritmo progressivo.

Para se ter uma ideia, segundo levantamentos dos últimos anos, o setor movimentou quase 5 bilhões de embalagens no Brasil — isso mostra um cenário no qual a logística estratégica é um fator primordial para a indústria. No entanto, há alguns aspectos que ainda são considerados desafios para as empresas atingirem níveis de excelência.

Tecnologia de ponta

Ainda que a inteligência artificial já seja assunto bastante debatido na indústria farmacêutica, o Brasil precisa avançar muito para alcançar o patamar das empresas internacionais — mesmo que o país ostente a sexta colocação mundial em vendas de medicamentos.

Contudo, o uso de robôs, máquinas e sistemas nas fábricas, que garantam uma capacitação maior na produção, ainda é um aspecto em evolução no setor nacional, mas que já mostra avanços gradativos.

Exigências fiscais e de qualidade

Outro desafio da logística na indústria farmacêutica é a grande exigência dos padrões de qualidade das empresas e da própria Anvisa. O órgão é responsável pela regulamentação e fiscalização de todas as atividades do setor, o que aumenta a complexidade das operações.

Para se ter uma ideia, as empresas precisam:

  • informar os tipos de medicamentos que comercializa e classificá-los como controlados e perigosos;
  • aumentar os cuidados com a manipulação de perecíveis;
  • detalhar cada etapa de operação de transporte e armazenagem;
  • indicar as características de cada operação relacionada à alocação de mão de obra, processo de carregamento e coleta, devolução etc.;
  • advertir sobre movimentações fiscais da empresa.

Custos operacionais elevados

Toda operação logística demanda custos. Todavia, no setor farmacêutico esse controle pode ser ainda mais difícil e requer organização e planejamento. Afinal, o país é continental e o setor é composto por empresas de todos os tamanhos e localizações.

Isso quer dizer que, para uma farmácia pequena, no interior de algum Estado, certamente, o desafio de manter uma qualidade e eficiência logística é muito mais complexo e precisa se basear em algumas estratégias. Elas devem abarcar, por exemplo, uma boa transportadora, uma programação de entregas, roteirização eficaz, rastreamento de carga etc.

Escassez de parcerias especializadas

Por fim, outro desafio da logística na indústria farmacêutica é a escassez de prestadores de serviços especializados e com a devida estrutura para atender a todas essas especificidades do setor.

Para garantir níveis de excelência e qualidade a fim de suprir as necessidades das empresas farmacêuticas, então, é imprescindível buscar no mercado parcerias específicas que apresentem soluções com frotas dedicadas, mão de obra capacitada, tecnologias de ponta e flexibilidade operacional.

Quais os impactos da inteligência artificial na indústria farmacêutica no Brasil?

Em tempos de logística 4.0, a indústria farmacêutica tem acompanhado bem algumas tendências do mercado mundial. Inclusive, isso vem possibilitando melhorias na saúde em regiões mais isoladas. Para se ter uma ideia, até entregas em drones já foram testadas em países mais pobres da África.

Claro que isso é apenas um exemplo do impacto da inteligência artificial na logística de um setor fundamental para a vida das pessoas. No entanto, trazendo para uma realidade mais próxima do mercado nacional, destacam-se alguns aspectos importantes que têm mostrado a eficiência de algumas empresas dessa indústria no país:

  • armazéns cada vez mais inteligentes e com estruturas eficazes para a otimização do supply chain;
  • sistemas de picking altamente funcionais e ágeis;
  • softwares de gestão cada vez mais completos e abrangentes, como o WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazém);
  • tecnologias de ponta para rastreamento em tempo real das entregas;
  • frotas mais modernas e capacitadas para atender às exigências do setor;
  • surgimento de novas transportadoras especializadas e preparadas para suprir as necessidades da indústria farmacêutica.

Em resumo, essas são algumas informações úteis e dicas sobre a importância e o impacto da inteligência artificial e outras tecnologias aplicadas à logística na indústria farmacêutica. Ainda que haja muitos desafios no setor nacional, hoje, os empreendimentos que buscam investir em sistemas e parcerias estratégicas com prestadores especializados conseguem obter resultados extraordinários e ostentar níveis de qualidade muito superiores no mercado.

Sendo assim, não hesite em pesquisar sobre softwares de gestão, métodos mais modernos, mão de obra específica e, claro, terceirizar suas atividades com operadores logísticos capacitados e com experiência no setor.

Quer mais algumas dicas importantes sobre logística na indústria farmacêutica? Então, saiba o que as empresas no setor precisam para realizar o transporte de medicamentos com eficiência e qualidade!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-